Tipos de insônia, você sabe qual o seu?

Muitos acreditam que a insônia é simplesmente o fato de uma pessoa não conseguir pegar no sono facilmente, e isso está errado

Sumário

  • Tipos de insônia, você sabe qual o seu?  
  • Insônia inicial  
  • Insônia de manutenção  
  • Insônia terminal  
  • Insônia transitória  
  • Insônia aguda  
  • Insônia crônica  
  • Insônia primária  
  • Insônia secundária  

Tipos de insônia, você sabe qual o seu?

Muitos acreditam que a insônia é simplesmente o fato de uma pessoa não conseguir pegar no sono facilmente, e isso está errado. Existem diversos tipos de insônia e que podem se manifestar de maneiras totalmente diferentes de acordo com cada situação e/ou indivíduo.

Conheça agora os 3 principais tipos de insônia e descubra qual é a sua:

Insônia inicial

A insônia inicial é aquela em que a pessoa demora para pegar no sono, fica em um estado de alerta, não se desliga de pensamentos, se sente agitado, sente que o sono não vem ou fica se mexendo na cama de um lado para o outro, sem conseguir dormir.

Insônia de manutenção

A insônia de manutenção é caracterizada pelos despertares noturnos. Aqui a maior dificuldade não é em pegar no sono, mas o fato de depois que já conseguiu dormir, acorda uma ou mais vezes durante a noite. Pode ser aquele famoso “sono leve” ou com frequência outras condições clínicas associadas que interrompem o sono, como dores crônicas, noctúria (precisar acordar para urinar) ou os fogachos, que são as ondas de calor comumente vividas pelas mulheres durante a menopausa.

Insônia terminal

A insônia terminal é aquela em que a pessoa desperta antes do horário pretendido e não consegue voltar a dormir.

Há ainda, a possibilidade de um indivíduo ter uma mescla dos 3 tipos e ter, por exemplo, uma insônia inicial e terminal ao mesmo tempo.

Além dessa classificação, a insônia possui diferentes níveis de gravidade que estão diretamente relacionados a quanto tempo a pessoa enfrenta problemas com o sono e à frequência ou recorrência dos sintomas, além do impacto funcional que eles têm.

Conheça os diferentes graus da insônia

Insônia transitória

Sabe quando você planejou uma viagem há meses e dias antes de acontecer a ansiedade tira o seu sono? Isso é um exemplo do que chamamos de insônia transitória, quando há algum motivo externo que esteja te deixando naturalmente mais agitado e você encontra dificuldades para dormir e descansar plenamente. Mas atenção, caso os sintomas persistam por mais de 4 semanas ou não desapareçam após o evento importante, pode ser um sinal de agravamento do quadro e merece uma investigação.

Insônia aguda

A insônia aguda, por outro lado, podemos considerar quando já há uma caracterização de alguns fatores atuando na perpetuação do quadro. Por exemplo, quando se instala uma preocupação exagerada com o sono, pois a frequência dos sintomas já se manifesta há pelo menos um mês, ocorrendo três ou mais vezes por semana. Porque pode haver um período maior de privação do sono é justamente um dos fatores que contribui para a piora do sofrimento relacionado ao momento de dormir, começa a se instalar um medo da hora de ir pra cama. Aqui é importante buscar ajuda de um profissional especializado para evitar que o problema se torne crônico e leve a outras consequências mais sérias para a saúde, mental e física.

Insônia crônica

Normalmente nos casos de insônia crônica a dificuldade com o sono já se tornou parte da rotina da pessoa e ela tem dificuldades para reconhecer quando o problema realmente começou e porque se intensificou. É essencial a busca por ajuda de um profissional de saúde especializado para investigar os motivos por trás da insônia e encontrar o tratamento mais adequado para seu problema, que pode variar de pessoa para pessoa.  Principalmente quando há uma manifestação tardia da dificuldade com o sono, após a vivência de traumas. A insônia pode aparecer pela vivência de um estresse atual, mas que pode remeter a experiências traumáticas anteriores, ainda que não se tenha consciência da ligação entre os eventos.

A perda de sono por longos períodos é altamente prejudicial à saúde e pode comprometer inclusive as relações pessoais e profissionais, observe os sinais que seu corpo emite.

Podemos classificar a insônia ainda através de sua origem, ela pode ser primária ou secundária. Apesar dessa classificação ter sido abandonada pelos atuais manuais diagnósticos, já que independentemente se primária ou secundária a insônia deve ser tratada, trata-se de uma forma de especificar os quadros de insônia que pode ser útil para a definição da melhor conduta terapêutica.

Conheça as diferenças entre insônia primária e secundária

Insônia primária

A insônia primária é a insônia que não pode ser diretamente atribuída a nenhuma outra condição médica ou ambiental, como por exemplo que há transtornos mentais, dores crônicas, abuso de drogas ou o uso crônico de medicamentos para dormir, ou seja, aparentemente você tem apenas insônia e nada mais. Estima-se que de 10 a 15% das pessoas com insônia crônica sejam de origem primária.

Insônia secundária

A insônia secundária é quando os sintomas da insônia são decorrentes destas condições ambientais (por influência de substâncias), mentais (como depressão e ansiedade) e/ou condições físicas (como diabetes, fibromialgia etc.).Estima-se que até 90% das pessoas com insônia crônica sejam de origem secundária. Ou seja, se você sofre com insônia crônica possui grandes chances de ela ser originada por algum outro problema não identificado e isso precisa ser investigado e tratado corretamente.

E aí, se identificou com algum dos tipos de insônia? Conta pra gente nos comentários.

E se ainda está na dúvida, faça o teste para identificar a sua insônia e receba gratuitamente uma dica para colocar em prática hoje mesmo.

Compartilhar

Carregando comentários...

A Vigilantes do Sono é pra mim?

Para quem quer dormir melhor

Comece as primeiras sessões do programa e veja como funciona na prática.

Começar teste grátis

Para profissionais de saúde

Saiba como a Vigilantes do Sono pode beneficiar seus pacientes e sua consulta.

Saber mais

Para empresas

Invista no benefício que cuida do sono e saúde mental dos seus colaboradores.

Saber mais